Dia dos Namorados | Por que Perdemos Quem Amamos?

Meu dia dos namorados foi cercado de perguntas e muita tristeza. Eu, meu marido e todos os familiares e amigos que estiveram nesse dia perdemos duas pessoas queridas na véspera, meu sogro e sua esposa. Só Deus sabe o que cada um passou no dia 12 de junho de 2015. 

Mas, primeiro, olá para os namorados, noivos, casados e todos que lerem esse post! Esse texto pode ser carregado de sentimentos para alguns e racional para outros, mas decidi escrever algo que estava martelando no meu coração:

1) Por que perdemos quem amamos?
2) Por que é tão doloroso sentir que não veremos mais aquela pessoa aqui na terra?
3) Por que sempre achamos que a morte pode acontecer para o nosso próximo e familiares, mas nunca conosco?

Esses últimos dias foram desafiadores e ainda estão sendo. É difícil lembrar de uma pessoa e saber que não conversaremos mais com ela. Meu sogro e sua esposa foram pessoas muito queridas e sempre que íamos visitá-los, nos recebiam com muita alegria e uma comida especial que só ele sabia fazer: arroz colorido e um belo churrasco. Sempre se preocuparam conosco, eram amigos e amáveis. Lembrei do meu casamento e como eles estavam lá para nos apoiar e prestigiar. 
Em nossas visitas, eles sempre puxavam nossa orelha, nos orientavam e pediam ajuda e sempre que podíamos, fazíamos o nosso melhor! Eles eram guerreiros! Eu queria ter passado mais tempo com eles, sorrindo, se alegrando, brincando….mas isso não foi possível, pois após muito sofrimento, meu sogro morreu no dia 10/06/2015, de um aneurisma gravíssimo e outras complicações e a esposa no dia 12/06/2015, de uma parada cardíaca. Mas porque mortes tão próximas? Não tenho resposta para essa pergunta, mas a única coisa que sei e que acredito é que eles se amavam muito. Não vou entrar em muitos detalhes, mas desejo os meus sentimentos e pêsames para todos os familiares…sei que foi doloroso e eu senti a dor de cada um que estava conosco nesses dias. A única coisa de que me alegro é saber que eles foram salvos e estão com Jesus agora, descansando.

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” João 11:25-26

Por que perdemos quem amamos? 

As pessoas um dia vão morrer, mas nunca estamos preparados para isso. Devemos estar sempre com eles, dando o melhor, apoiando, sorrindo e fazendo com que eles se alegrem também, inclusive nos momentos de dor e doenças. Deus dará o consolo e conforto que nós precisamos e é algo que só ele pode dar.

Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Eclesiastes 3:2

Por que é tão doloroso sentir que não veremos mais aquela pessoa aqui na terra?

Estamos tão apegados, tão cheios de amor por elas que quando isso acontece, uma dor terrível invade o coração, acho que o mesmo que Deus sentiu quando entregou seu filho Jesus para morrer por nós.

Por que sempre achamos que a morte pode acontecer para o nosso próximo e familiares, mas nunca conosco?

Talvez porque somos um pouco egoístas ou queremos evitar sentir essa dor que a morte causa. Mas cada um de nós devemos fazer essa pergunta para o nosso interior e verificar se realmente temos que pensar assim.
A mensagem que quero trazer e que ouvi dos pastores que ministravam no velório dos dois é: ame, ame, ame o seu próximo como a ti mesmo. Faça o seu melhor quando eles estiverem com você. Se brigarem, se reconciliem o mais rápido possível. Visitem sempre as pessoas amadas e sejam solícitos! Aceitem Jesus como seu único Senhor e Salvador….porque ninguém sabe o dia de amanhã, só Deus!

“Quando virmos os salvos do mundo. Que a morte jamais alcançará. Se saudarem com gozo profundo, Oh! Que gloriosa vista será!”. Harpa Cristã Hino 509

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *