Tendências de Casamento – Ousados e Diferentes

Oi pessoal!!! Primeiro queria desejar a todos um feliz ano novo!!! Para quem me segue nas redes sociais, viu meus posts de fim de ano, mas não cheguei a publicar nada aqui no blog. Peço perdão…então, FELIZ 2016!!! Sucesso para todas as namoradas, noivas e casadas.

Para começar bem os primeiros dias de 2016, nada melhor do que falar sobre tendências de casamento. Como tudo tem que mudar na vida, os casamentos também! Os casórios se tornaram mais inusitados, bem como os pedidos de casamento. Mas, para quem vai entrar nas novas tendências é preciso analisar se realmente vai funcionar. Não adianta nada ter um casamento diferente e no final, não ser nada daquilo que você sonhou. Se quer o tradicional, invista no tradicional, mas se quer ousado, invista no ousado.

De acordo com o livro Casar sem Frescura, de Cláudia Matarazzo, algumas mudanças foram feitas nos casamentos ao longo do tempo.

Hoje é chique ser brasileiro

Brasileiro que é brasileiro gosta de dar seu jeitinho peculiar. Ousar nos cardápios, mudar a decoração, usar um vestido diferente, valorizando os traços e as belezas brasileiras. Aliás, um exemplo de fuga do comum aconteceu no casamento de Rayza Nicácio, uma blogueira popular do mundo da moda (Fiquei apaixonada pelo estilo dela). Veja o vídeo do trailer do casamento dela:

Chegou o momento de assumir a identidade e deixar um pouco de lado os estilos europeus e estadunidenses.

Os noivos decidem (quase) tudo

Antes, o casamento era considerado meramente um detalhe feminino…então, eram as garotas que cuidavam de tudo. Hoje, os casais e outros homens da família participam das decisões. Além disso, muitos casais já estão bem financeiramente e não dependem totalmente da ajuda dos pais para resolver tudo. Esse é um dos itens que mais me identifiquei, pois eu e o meu marido pagamos parte das coisas do casamento.

As festas são mais exclusivas

Entre 1970 a 1990, a popularidade de uma festa era medida pela quantidade de convidados: 500, 600, 700, 2000 convidados. Imagina atender esse número de pessoas? Hoje, o conceito de ‘menos é mais’ está sendo incorporado na mentalidade de muitos noivos. Uma festa mais simples, só para os íntimos. Aliás, vocês sabem como preparar um mini-wedding? Uma pequena festa de casamento? Porém, esse conceito irá variar, de acordo com o estado, pois para alguns, um casamento com 300 pessoas pode ser pequeno (ou estou enganada?)

As daminhas usam fraldas

Crianças são uma figura, não acham? O meu pajem e a minha daminha ficaram conversando e brincando na cerimônia toda do meu casamento. Foi muito engraçado o jeito que eles entraram, ela puxando ele…tadinho! Mas, eles já eram maiores. Agora imagina: bebês e crianças menores? Cláudia dá uma dica sábia para quem quer tentar fazer isso:

Por mais angelicais e espertos que sejam seus sobrinhos, enteados, filhos de amigos ou irmãos, se tiverem menos de cinco anos, deixem que assistam à cerimônia em paz, acompanhados de seus pais.

Quer motivo maior do que esse vídeo aqui? Se você conseguir fazer com que eles entrem…acho fofo!

Bom, isso é só um começo. Em breve continuarei com essa série de posts sobre tendências de casamento. Já fez algo parecido em sua festa? Envie para o Casei me Amarrei ou comente nesse post. Ficarei feliz em ouvir sua história!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *